Ratos de Porão

Ratos de Porão


Fala aí Ratos! Primeiramente é uma honra estar entrevistando vocês. Nos digam aí como está o Ratos agora com disco novo e gravadora nova?
– Olá Felipe e Maria, obrigado por fazer essa entrevista com o Ratos. Bom, entramos nesse ano pra Deckdisc, e esse é nosso primeiro disco com eles, o disco chama “Homem Inimigo do Homem” e espero que essa novidade na carreira do Ratos divulgue bem o trabalho da banda, que nesse ano completa 25 anos de atividade.

E por se tratar da Deck, uma gravadora “major”, esse novo disco fará com que o Ratos volte à mídia de outra forma. Vocês estão dispostos a trabalhar com a mídia e toda essa estrutura novamente?
– O Ratos inevitavelmente irá aparecer na mídia com mais freqüência, pois a Deck é um selo bem ativo, e realiza muitos trabalhos com rádios, revistas, jornais, tv. Não achamos que será um contato com a mídia como aconteceu a 15 anos atrás, pois naquela época a banda foi até no programa do Gugu, Angélica, foi ridículo hahahaha. Imagino que será uma divulgação inicial do disco, que deve funcionar como um pontapé para uma distribuição legal.

O que vocês acharam do resultado do CD? Quais foram as influências desse disco?
– O resultado final é perfeito, todos da banda ficamos muito satisfeitos com o trabalho feito na produção geral. O disco foi feito 100% em sistema analógico, com o peso ideal no som, nada de porcaria de gravação digital.
As influências para esse disco foram as de sempre, muito hardcore antigo, metal antigo dos bons também, é uma mistura clássica que funciona bem dentro do Ratos.

O Ratos vai cair mais na estrada nacional? Pois aqui no Brasil vocês estão tocando muito pouco.
– O ideal é termos uma média de 3, 4 shows por mês, isso já é o suficiente pra ficarmos tocando direto pelo Brasil todo. Desde o lançamento do disco estamos fazendo vários shows, e até o final desse ano vai ter dado pra divulgar bem o álbum.

Já está engatilhado algum CLIP para o novo disco? Qual musica será a de trabalho, já que trata-se de uma gravadora que trabalha bem o RADIO e a MTV?
– Já temos um clipe prontinho, da música “Expresso da Escravidão”, no começo de junho já está passando na MTV, e também pode ser visto no nosso www.myspace.com/ratos ou achado no youtube. Até que poderíamos chamar essa tema de música de trabalho, pois é um som bem cadenciado na linha Poison Idea, e a letra aborda um assunto muito importante que é o trabalho escravo aqui no Brasil. O Clipe conta com imagens de um show que fizemos só para amigos em abril aqui em São Paulo, e mais umas imagens de um documentário feito em Tocantins sobre esse tema.
Fora essa música já estamos providenciando outro para o segundo semestre, o qual será bem mais podre, da música “Covardia de Plantão”.

Esse disco vai sair lá fora? Como vai funcionar isso?
– Nos EUA sairá pela Alternative Tentacles, e na Europa pela Munster. Ambas gravadoras lançam LP e CD.
A Deck tem exclusividade no Brasil, e fora daqui vamos ter reforço desses selos que tem uma força legal, divulgação forte.
O lançamento previsto pros discos fora do Brasil é agosto.

Quando vocês eram de major, chegaram a ir até no GUGU no SBT. Rolaria fazer programas de televisão desse porte novamente?
– O programa do Gugu não rola nem a pau, ridículo demais, mas estamos vendo de fazer alguma coisa que tenha um som legal e não seja nada a banal. Aqui em São Paulo pode até rolar aquele Altas Horas, ou fora também como o Alto Falante, mas imagino que a Deck deve correr atrás disso pra gente.

Juninho, como está sendo para você tocar no Ratos de Porão, ter gravado o disco e estar viajando e tocando em festivais monstruosos?
– Poxa, é um prazer imenso estar numa banda como o Ratos, a qual eu ouço desde muito muleque, e agora participo dela compondo, viajando, tocando por todo Brasil e mundo afora.
É simplesmente foda mesmo fazer um disco com amigos como o Boka, Jão e Gordo. Rolou uma integração perfeita na composição dessas músicas, as quais eu participei de todas.

Vocês nem devem acompanhar muito, mas o hardcore está com uma nova geração que hoje se alto rotula EMO (quero dizer que vocês não acompanham diretamente as bandas e as músicas delas, e toda a ausência de política na estrutura disso tudo). Para vocês aonde isso vai chegar e o que acham de tudo isso?
– O EMO é uma piada, é o tipo de coisa que daqui uns anos vai passar a moda e todos vão olhar pra trás e dar muita risada disso tudo. É uma mistura de todos os tipos de mal gosto, musical, ideológico, visual… é uma moda cretina.
Não tenho idéia de onde isso irá chegar, mas imagino que acabará rápido, pois isso é coisa de quem tem 14, 15 anos no máximo, logo mais essas pessoas vão perceber que estão fazendo um tremendo papel de tontos lidando com tanta porcaria ao redor.

Também poderemos esperar por um DVD do Ratos, já que esse é o destino da música?
– Esse ano a banda completa 25 anos, e até dezembro irá sair um DVD pela Deck também. Iremos fazer um show inédito e algumas coisas antigas de extras. Vamos ficar todos no aguardo.

Para aqueles que não acompanham os trabalhos paralelos quais são as bandas que vocês tocam no intervalo que sobra do Ratos de Porão?
– Eu (Juninho) toco hoje em dia no Discarga, O Inimigo e Eu Serei a Hiena, são bandas que tem um ritmo bem menor que o Ratos, mas sempre rola um tempo pra fazer uns shows de vez em quando, ensaios.
O Boka está com o I Shot Cyrus e o Jão toca no Periferia S/A. O Gordo estava com um projeto com a gente do discarga no ano passado, mas demos uma parada, chamava Xapa de Xicrete.

A internet hoje é o alicerce do hardcore, isso é bom ou ruim através dos olhos do Ratos de Porão?
– Achamos bom sim, pois é possível usar de uma maneira saudável para viabilizar trabalhos da banda, aumentar a divulgação de shows, notícias, etc. Nós temos site www.ratos.com.br que é atualizado de vez em quando, estamos usando um myspace a algum tempo também, isso fora comunidades no orkut, fóruns que rolam por ae.

É isso valeu mesmo ratos!! Fiquem a vontade!!!
Muito obrigado mais uma vez pela entrevista, sorte com a vida, abraços!


Clique aqui para ver o merch do RDP que temos disponível.