Tome cuidado, Bufalo!


Diversas bandas instrumentais levam nome de bichos, o nome Bufalo foi dado para seguir a tradição?
Na verdade não, acho que foi um lance meio de inconsciente coletivo que rolou. E se você parar pra pensar os bichos não falam, por isso esses nomes acabam caindo bem para bandas instrumentais. Quando formei a banda eu gravava os sons sozinho na casa do nosso amigo Kasai (http://www.myspace.com/fkasai),  dai quando já tinha gravado uns 4 sons queria por no myspace e não tinha nome, dai acabei descobrindo que o meu signo no horóscopo chinês era Bufalo. Ai acabei relacionando com diversas outras coisas e coloquei o nome. Depois de um tempo acabei conhecendo o pessoal do Malditas Ovelhas! (http://www.myspace.com/malditasovelhas) e começamos a conversar sobre esse lance dos nomes de bicho, e vimos que realmente tinha muitas bandas instrumentais com nome de bicho. Mas acho que foi um lance que ajudou a fortalecer e dar visibilidade a cena.

Vocês sentem falta de um vocal na banda?
Todos nós ouvimos muitas músicas com vocal e gostamos muito, mas o Bufalo sempre foi um projeto em que queríamos ter o máximo de liberdade possível, e com a música instrumental isso fica muito mais fácil, nós podemos ir para aonde quisermos musicalmente. Acho que o vocal as vezes acaba limitando a banda a um estilo, salvo raras exceções .

O novo disco foi todo produzido por vocês mesmo, como rolou esse processo?
O processo  foi bem prazeroso, apesar de ao longo dele termos passado por um momento difícil de troca de integrantes. Começamos a gravar as bateras primeiro, íamos à casa de um amigo que mora sozinho, chegávamos la de manhã quando ele saia pro trabalho e ficávamos la o dia todo gravando. Eu e o Flavio testamos diversos tipos de captação, tentamos usar as ambiências da casa para não ter que usar plug-ins, o reverb que você ouve na batera é totalmente real. Depois foi a vez de o Buda fazer a estréia na banda e gravar os baixos em estúdio, e eu e o Rafa gravarmos as guitarras. As composições já estavam todas praticamente prontas então foi só entrosar um pouco .

O disco sairá em formato físico?
Sim!! Essa na verdade foi a parte mais demorada do processo, mas sairá sim. Por enquanto de forma independente mesmo, nós vamos fazer tudo.

É mais fácil compor uma música sem a presença de voz?
Acho que depende. Sem a presença da voz, a forma da música fica mais aberta a improvisação, mas não quer dizer que seja mais fácil fazer isso , porque improviso é sempre um risco, tanto pode ser animal como pode sair uma merda. Tem bandas que o vocal improvisa também, e tem bandas instrumentais que nunca improvisam. Já tive bandas com vocal e pra mim acabou sendo a mesma coisa porque o vocalista que tinha o trabalho de por o vocal.

No primeiro clipe de vocês há cenas de skate. Quem esta andando? Qual a relação da banda com skate?
Esse vídeo tem eu, o Rafa e um moleque que estava lá andando na hora, mas sempre falávamos que era o Samurai hehehehe. Eu e o Rafa sempre andamos de skate, o Rafa leva um pouco mais a sério, não tem um dia que ele não anda, de verdade. Acho que isso foi uma grande influencia pra nós na banda porque acabamos absorvendo influencias que geralmente não estão presentes na música instrumental. Ainda queremos fazer um vídeo focado no skate com uma produção melhor.

Quais os planos daqui para frente com o disco novo?
Estamos bastante focados nos ensaios ultimamente, produzindo material novo e estudando novos formatos. Já estamos querendo começar a gravar outro. Em novembro tocaremos no festival PIB, que é uma grande vitrine da cena instrumental. Lá tocaremos músicas do nosso primeiro EP, desse novo, e uma inédita. Mas o nosso primeiro EP teve uma distribuição bem pequena, apenas nos nossos shows. Com esse novo queremos fazer uma distribuição maior, para poder fazer o próximo material melhor ainda.

www.myspace.com/bufalobrasil

www.twitter.com/BUFALOBRASIL

www.fotolog.com/bufalobrasil

Comentários

  1. David em:30/11/-0001

    BUFALO! Essa banda é sonoramente selvagem!