Camisetas para sua banda


Fomos convidados em 2009 pela revista Rolling Stone para participar da coluna “Como Fazer”, que dava dicas de Do It Yourself para determinados assuntos. Quando nos chamaram, a pauta era sobre “Camisetas para a sua banda”, e topamos na hora!

Quem assinou a matéria, que saiu na edição de dezembro daquele mesmo ano, foi o Felipe Gasnier. E nesta semana, sem querer topamos com ela no site da Billboard Brasil, e aí resolvemos transcrevê-la na íntegra aqui para o nosso blog.

Esperamos que gostem!

Imagem: Reprodução.

Como Fazer: Camisetas Para Sua Banda

Em 1973, antes mesmo de lançar um disco, ou sequer ter contrato assinado com uma gravadora, o Kiss já vendia nos shows camisetas com o logo da banda coberto por glitter. As groupies logo aderiram à vestimenta e passaram a usar suas camisetas na primeira fila de cada apresentação. A estratégia deu mais certo do que qualquer um poderia imaginar: a banda já vendeu mais de 100 milhões de discos no mundo todo e sua linha de merchandising inclui bonecos, canecas, ketchup, preservativos e até caixões. Calma, há tempos a indústria musical já deixou de conceber fenômenos assim, mas se você tem uma banda independente, toda e qualquer ajuda de divulgação do trabalho será muito útil. E como vender discos está caindo em desuso, com uma banca de camisetas em cada show você consegue aquela rendinha extra para as atividades da banda. Por isso pedimos para Felipe Gasnier, sócio e criador da loja virtual de artigos de rock Ideal Shop, emprestar um pouco do seu conhecimento e ensinar a você como usufruir desta que é a mais básica das estratégias de marketing para uma banda de rock. Afinal, se você realmente acredita no som que sua banda faz, é preciso vestir a camisa.

1- IDENTIDADE GRUPAL
Sua camiseta será vista por muitas pessoas, use-a para chamar a atenção de curiosos. leve em conta o estilo da sua banda e decida, em conjunto, o que será estampado. pode ser o logo da banda, a capa do último CD, uma arte conceitual, a letra da música hit e por aí vai. Não esqueça de especificar o valor a ser investido.

2-  MATERIALIZANDO A IDEIA
Com a estampa pronta na imaginação de vocês, é hora de criar o arquivo que será revelado na tela de silk-screen (serigrafia). a primeira parte desse processo se chama vetorização. Usando programas como Ilustrator ou Corel Draw, você redesenha um arquivo em JPEG contornando os pixels. as extensões mais usadas para salvar o arquivo são EPS, CDR ou PDF. Se isso tudo é grego para você, um estamparia cobra cerca de R$ 35 por hora de serviço. Vale lembrar que, quanto mais cores seu desenho tiver, mais caro fica. para cada cor será criado um “carimbão” (a tela), que custa cerca de R$ 30; o preço de cada “carimbada” gira em torno de R$ 1.

3- O TECIDO
Quando for comprar as camisetas, pesquise preços e qualidade do tecido. Faça testes, experimente, use e lave para ver se dá conta do recado. Busque sempre malhas 100% algodão. Observe bem o corte e a modelagem, veja se cai bem no corpo, e fuja se existirem fios soltos. por R$ 10 é possível comprar camisetas lisas de boa qualidade.

4- A APLICAÇÃO
para aplicar a estampa, você tem duas opções: levar o arquivo e as malhas compradas a uma estamparia (neste caso, busque referências e analise a qualidade da estampa antes de fechar negócio) ou, então, bote a mão na massa, se vire. existem vários vídeos ensinando a “silkar” no Youtube, mas prepare-se para errar, sujar tudo de tinta e tomar bronca da patroa pela sujeira!

5- RENDA EXTRA
Transforme a camiseta em fonte de renda para a banda! Nos shows, monte uma banquinha apresentável (dica: leve uma mesa desmontável, nem sempre há uma decente disponível no local do show; e também uma iluminação extra para que a pouca luz não prejudique as vendas), exponha as camisetas e prepare-se para as pechinchas! Fora do show, você pode deixar as camisetas em lojas de rockwear, a maioria trabalha com sistema de consignação. abuse da internet para vendê-las e também não se esqueça do site ou MySpace da banda.